Greve da UEPB: RC endurece o jogo, MP pede ilegalidade e reitor lava as mãos

12
Comentários
  1. Pedro disse:

    O MP não é tão eficaz quando se trata de usar medidas para coibir gastos como a farra da lagosta na granja, o fechamento de escolas e UTI’s… mas não se sabe o que o MP ou os que fazem o MP tem na cabeça… ou seja “negada, cala a boca e vão trabalhar que quem manda é RC”

  2. sofia disse:

    Eu sei o que o MP tem,ou melhor, o que o chefe do MP tem.Ele tem o desejo de se tornar desembargador,e é justamente pelas indicação do lunático RC que ele pode conseguir.Só isso.

  3. sofia disse:

    E digo mais:como o reitor pode conceder reajuste se estrangulam a UEPB, lhe cortando a autonomia?A jogada desse governo sujo é clara:tira os recursos da instituição e quando houver reivindicação por melhoria de salários o reitor é quem tem a responsabilidade de resolver o impasse….coisa de mente diabólica mesmo,sai fora como se não tivesse nenhuma participação nisso,deixando um cristo para ser crucificado,sem falar que elege a cínica Aracilba Rocha para ser a porta-voz dessa manobra perversa.

  4. JOSENILGO JOSE JÚNIOR disse:

    AQUELA MÚSICA COMO É NOME MESMO^? PODRE PODERES…

  5. Ronaldo Cruz disse:

    MP na Paraíba parece mais um apêndice do governo, ou melhor, do desgoverno de RC…Ainda acho se Flautista de Hamelin, aquele que quando começa tocar a flauta, os ratos da cidade, hipnotizados pela música, o acompanharão até o rio, onde todos morrerão afogados. Se ele usasse sua flauta na Paraíba…ia faltar gente para legislar,executar e julgar…Fuck your ….

  6. Bethânia Oliveira disse:

    Queria fazer uma correção ao trecho do comentário do jornalista onde se diz “Após dois meses de paralisação … “. A rigor, os servidores da UEPB iniciaram sua luta por respeito e direito ao reajuste salarial em 20 de fevereiro de 2013. Portanto, estão em greve há 1 mês, 3 semanas e 6 dias – o que dá 55 dias corridos, em relação á data de hoje (16-04-2013, terça-feira).

    Já os professores deflagraram oficialmente sua paralisação em 26 de fevereiro de 2013. Portanto, estão em greve há 1 mês e 3 semanas – o que dá 49 dias corridos, em relação á data de hoje (16-04-2013, terça-feira).

    Meus cumprimentos à leitora Sofia, que resumiu de forma magistral o quadro que originou a greve na UEPB. A situação está se encaminhando para o mesmo desfecho como foi na época da demissão em massa dos servidores assim que o integrante do PSB assumiu o governo estadual – mais uma vez ele não precisará fazer nada para se livrar do abacaxi que ele mesmo criou. Vai ser a “justiça” a responsável pelo fim do impasse … o impasse para eles. Então o governador “não terá nada a ver com isso”. Se a “justiça” conseguir forçar o término da greve, de modo algum significará o fim do impasse. Só vai jogar outra greve um pouco mais para frente. Todo mundo teve reajuste nesse estado, por pouco que seja – os funcionaram da UEPB foram os escolhidos para não terem nenhum.

    Mas os problemas gravíssimos pelos quais passam a UEPB não serão resolvidos pelo Ministério Público, que está longe, muito longe de entender a complexidade do funcionamento da educação, algo que é da alçada dos educadores, professores e técnicos da educação em geral.

    Enquanto isso, o caso da Granja Santana, das supostas 18 mortes de servidores do IPEP ligadas aos cortes em seus salários (segundo a presidente do sindicato da entidade), entre outros, estão esperando a mesma atenção da “justiça” até hoje.

    O mandatário local será mais uma vez salvo pelo gongo, melhor dizendo, pelo Ministério Público. Sem mover uma pena! É muito bom ter o estado a seus pés!

  7. Rico disse:

    Votem nesse desgovernador de novo! Isso é só o começo, imaginem o que será se conseguir se reeleger! Ele hoje precisa de votos pra sua reeleição e agi desta forma, imaginem quando não for possivel mais ser candidato o que fará com as pessoas, já que não precisará mais delas!!!!!!!

  8. Kaline Dantas disse:

    É bom que se diga, cara Bethânia, que liminares não são sentenças de morte. Elas podem ser derrubadas. E devem ser derrubadas quando percebemos que ferem nossos direitos. Os juízes e promotores são falhos, são seres humanos de carne e osso como nós, e até onde eu saiba são desprovidos da onisciência divina.

    Os sindicatos dos servidores e dos professores da UEPB aceitarão forçados pela liminar o fim da paralisação se quiserem. Podem contra-atacar e entrar na justiça para derrubar a liminar. E agindo assim farão o que é justo, já que a greve tem toda legitimidade.

    Espalhados por todo este imenso território nacional, bandidos da pior laia estão soltos porque liminares que mandavam prendê-los, investigá-los ou aplicar-lhes alguma penalidade foram derrubadas por seus advogados. Estamos cansados de saber pelos noticiários que matilhas de meliantes ficam longe da cadeia porque os advogados deles entraram com centenas de recursos que foram acatados e garantiram a liberdade de seus clientes criminosos. Ora, se até bandidos escapam de liminares, por qual razão os sindicatos não teriam o direito de questioná-las?

    Temos lá no Paraná, em Londrina, uma exterminadora de seres humanos chamada Virgínia Soares de Souza, médica de um hospital evangélico, aquela que fez dum hospital um matadouro clandestino. A Polícia Científica invetigou 346 prontuários de pacientes desse hospital. Desses, 317 pacientes morreram no mesmo dia que receberam o coquetel da morte que ela mandava aplicar neles. Os dados são de um relatório da Polícia Científica do Paraná, enviado ao todo-poderoso “Ministério Público”.

    A santa menina com cara de maconheira, a Virgínia, ficou um mês detida e agora responde ao processo, adivinhem onde? – em liberdade! Os heróis do MP entraram com um recurso solicitando que a médica seja novamente presa. Mas ate´agora a menina está, adivinhem onde?: em liberdade.

    É claro que tá solta, apesar de terem determinado que o número de mortes de pacientes da médica do matadouro, a da cara de maconheira, que chefiava a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico de Curitiba (que vai continuar chefiando) era oito vezes maior que a de outros colegas.

    Eu ia falar de outro santo da banda mais podre da política nacional para enfileirar aqui a quantidade de bandidos que escaparam da justiça. das liminares, do escambau e nesse exato momento estão vivendo no maior luxo com o dinheiro roubado do povo. basta dizer que Paulo Maluf e uma de suas empresas, a Eucatex, são réus em um processo judicial no qual a Promotoria pede a devolução de R$ 308 milhões que teriam sido roubados da Prefeitura de São Paulo, levados ao exterior, mais tarde voltaram para o Brasil e depois investidos na Eucatex por meio de operações fraudulentas. E após recorrer infinitas vezes de decisões da justiça, o sujeito continua solto e mais aparecendo na propaganda eleitoral da televisão falando em honra, trabalho, honestidade e dignidade, E afirmando com a maior cara de pau ser um exemplo de homem público!

    Pra essa turma a justiça é lerda demais. Pra essa turma, as liminares são recebidas como piadas.

    Quer ver maior exemplo de afrontar as decisões legais do que as atitudes do próprio governador desse estado? Só vive entrando com todo tipo de recurso para evitar o cumprimento da lei. Esse é um assunto que todo mundo tá cansado de discutir aqui no blog. Sua vida é recorrer de decisões da justiça que são movidas contra o estado.

    O Ministério Público, mediante a força de uma simples liminar, bem que poderia tentar acabar com a endemia de crimes e assassinatos que ocorrem na Paraíba. Através de uma liminar, poderia acabar com o pandemônio que o Hospital de Patos está vivendo. Através de liminares, poderia ter evitado que o governo socialista ultrapassasse os limites de gastos impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal em 2012. Enfim, mediante uma liminar entregue à senhora seca, poderia ter evitado que ela atingisse de forma tão brutal o povo da nossa região. E os rebanhos de gado e a paisagem seriam salvos por uma chuva de liminares!

    Vamos fazer das liminares, super-poderosos promotores, um instrumento de salvação da pobre Paraíba. Que tal? Não precisa de mais nada – é só meter liminar pra tudo que é lado.

    Colegas da UEPB, não esmoreçam por causa de liminares! Continuem a greve, procurem seus direitos e cobrem do MP em outras questões a mesma eficiência com que eles agem quando é pra acabar com greve de servidores públicos trabalhadores e honestos.

  9. Abelardo disse:

    Gente, vocês já recebem um salário acima da média de uma população de um estado muito pobre que é a Paraiba.
    Vcs não tem o que reclamar.
    Vão trabalhar que é melhor.
    Tem muitos estudantes prejudicados por causa desta greve!!!

  10. Célia disse:

    Concordo com vc Marcelo!!!

  11. Abelardo disse:

    Gente, esses grevistas recebem um salário acima da média de uma população de um estado muito pobre que é a Paraiba.
    Eles não tem o que reclamar.
    Vão trabalhar que é melhor para todos!
    Tem muitos estudantes prejudicados por causa desta greve!

  12. Glauber disse:

    Vocês professores da UEPB e seus defensores só veem o seu lado. Esse artigo fala somente dos professores, de RC e do MP, mas esquecem que os grandes prejudicados por causa dessa greve são os alunos. EU APOIO A DECISÃO DO MP, pois serviços essenciais não podem ser interrompidos e foi exatamente isso que essa greve fez: tentou passar por cima dos direitos dos alunos com uma greve que interrompeu por completo as aulas. Se essa greve durar mais tempo, eu espero que o MP tome medidas muito mais duras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>